A sério que sim
22.5.13

Se a alcunha do Martim fosse Zé Naifas, se o cadastro do Martim fosse mais longo do que um rolo de papel absorvente Renova XXL e se viesse de um bairro problemático, o Martim seria louvável. Assim, é um pulha capitalista que, aos 16 anos, já procura explorar meninos chineses que trabalham 16 horas por dia numa "sweatshop", a troco de umas tigelas de arroz. Canalha!

link do postPor António Pinto, às 16:29  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO