A sério que sim
18.6.13

Quem ouça, veja ou leia blogues da esquerda, ou comentadores da esquerda, ou gente da esquerda, vê sempre o mesmo tipo de narrativa: que os professores são vítimas, que estão a defender as crianças, que o Ministério e Nuno Crato são teimosos e radicalizaram o discurso, etc, etc. Ferreira Fernandes, por exemplo, diz que Nuno Crato "escolheu" a altura dos exames para confrontar os professores.

 

Talvez fosse bom que não se deixasse um pormenor cair no esquecimento ou, pior, tornar-se mentira de tanto se dar a entender o oposto: foram OS PROFESSORES que marcaram greve para um dia em que estavam planeados exames - não o Ministério que marcou os exames para um dia de greve. Quem é que escolheu os exames para confrontar quem?

link do postPor João Sousa, às 13:36  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO