A sério que sim
18.10.13

Emídio Rangel (por acaso, um dos mais histéricos socratetes) gabava-se de poder "vender" um presidente como quem vende um sabonete. Balsemão, pelos vistos, quer vender - não um sabonete, mas uma nódoa.

link do postPor João Sousa, às 14:56  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO