A sério que sim
15.12.11

O partido socialista, nesta altura da sua existência sem rei nem roque, está, paradoxalmente, a mostrar a sua essência mais do que alguma vez se atreveu a fazer no passado. Primeiro, através do ex-líder despótico que, a partir do seu exílio dourado, afirmou, para quem quisesse ouvir, que a ideia de um Estado pagar a sua dívida é infantil. Agora, isto.

 

Uma frase como “Nós temos uma bomba atómica que podemos usar na cara dos alemães e franceses - ou os senhores se põem finos ou nós não pagamos.", proferida por um vice-presidente da bancada parlamentar da dita agremiação, diz tudo sobre ela. A dita bancada, que mais parece um painel de honra da Masnada napolitana, tem sido, aliás, pródiga neste género de atitude. Vejo agora que fui injusto ao afirmar que o ps de seguro não propõe medidas...

tags: ,
link do postPor António Pinto, às 09:29  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO