A sério que sim
5.1.12

Domingues de Azevedo - sem relação com o castiço Pinheiro de Azevedo ou o digno Anthímio Azevedo - foi entrevistado pelo jornal I. A entrevista é um longo exercício de língua de pau, entediante para o leitor com hábitos de higiene. O sentido(-único) do pensamento(?) azevediano está em exibição logo na primeira resposta, que dá o título à peça:

 

Muitos portugueses já pensam "Sócrates volta, estás desculpado."

 

O jornal apresenta-o como Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas. Não tenho problemas com isso, afinal ele é-o. Mas quando a entrevista se torna um longo libelo anti-Governo e desculpabilizador de Sócrates, penso que seria mais adequado se o jornal o apresentasse como Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas E deputado do PS entre 1983 e 1995. Dado o teor das suas declarações, este segundo detalhe na sua biografia não me parece despiciendo.

 

Pergunto-me o que pensarão advogados e TOCs de elegerem bastonários que, quando em público, parecem tão ou mais preocupados em defender Sócrates do que em falar sobre a sua classe profissional.

link do postPor João Sousa, às 23:24  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO