A sério que sim
22.10.11

Parece, a acreditar nos jornais, que Ricardo Rodrigues foi eleito para o Conselho Geral do Centro de Estudos Judiciários.

 

Eu praticamente não preciso dizer mais nada, pois não? O ridículo do facto devia falar por si. Justiça e Ricardo Rodrigues são conceitos que, quando usados na mesma frase, tendem a estar em antagonismo. A Ricardo Rodrigues só deveria ser permitido entrar no Centro de Estudos Judiciários - como objecto de estudo nos manuais.

link do postPor João Sousa, às 10:11  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO