A sério que sim
27.1.12

O Banco de Portugal comprou um carro de golfe por ajuste directo. Passei a última meia-hora a procurar um qualquer dichote sarcástico para ilustrar esta notícia, mas sinceramente não consegui. Só consigo pensar nisto: o Banco de Portugal comprou um carro de golfe - e, não fosse isso suficientemente mau, em ajuste directo. E não se deporta ninguém?

link do postPor João Sousa, às 10:30  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO