A sério que sim
14.5.12

Quem me conhece, sabe das minhas reticências em relação a Miguel Relvas. Mas se é verdade que a RTP estava a sondar Futre e foi de Relvas que partiu a iniciativa de bloquear mais uma transferência milionária, não posso fazer mais nada senão saudar a sua decisão. Não é que eu tenha algo contra Paulo Futre - com excepção de não conseguir compreender uma única palavra do seu portunhol; tenho é contra "propostas irrecusáveis" feitas à custa do contribuinte.

tags: ,
link do postPor João Sousa, às 08:31  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO