A sério que sim
9.7.12

Agora, parece que o passatempo nacional é fazer esperas e vaias aos membros do Governo e ao Presidente da República. E a verdade é que isto, por muito que não gostemos e preferíssemos uma honestidade mínima em todas as partes, faz parte do jogo político e quem pretende jogá-lo, tem que estar pronto para este lado sujo.

 

Tal como há dois partidos que se alternam no exercício do poder, há outros partidos ou intervenientes no espaço público (como os sindicatos) que fazem questão de não fazer nunca parte da solução e oporem-se sistematicamente ao Governo da altura, quer este institua o branco ou o azul. Infelizmente, esta postura leva a que em Portugal os sindicatos, mais do que não serem parte da solução, mais até do que serem parte do problema - torna-os amiúde UM problema.

 

Mas... e se esta gente, em vez de ir chamar ladrão aos ministros ou a Cavaco Silva, se metesse num autocarro e fizesse uma excursão até Paris, para acampar à porta de quem, de facto, passou seis anos a meter o país neste buraco?

link do postPor João Sousa, às 08:15  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO