A sério que sim
30.8.12

Pelo menos era essa a ideia com que se ficava depois de ler o noticiado no JN: a RTP tinha dado lucro; a RTP tinha bons resultados; a RTP reduzia o passivo; a RTP pagava dívidas; a RTP era sustentável; a RTP era boa e o Senhor sorria ao olhá-la.

 

Mas leio o resto da notícia. Os gastos operacionais foram de 289.6 milhões de euros e as receitas de publicidade 49.9 milhões de euros. Se as receitas de publicidade cobriram 17% dos gastos, como conseguiu a administração da RTP este milagre dos pães?

 

Terá alguma coisa a ver com os milhões que o contribuinte paga de taxa (para 2013, são previstos mais 140 milhões)? Terá alguma coisa a ver com as quantidades massivas de dezenas, centenas de milhões de euros que o contribuinte transfere via Estado (para o próximo ano, Guilherme Costa pede uns modestos 80 milhões mais)?

A verdade é que é muito fácil para a RTP ter lucro - quando se tem o contribuinte a entregar diariamente pazadas de dinheiro a pedido.

tags:
link do postPor João Sousa, às 08:42  comentar

De Alexandre Santos a 30 de Agosto de 2012 às 15:45
O assunto RTP é tão claro e já tão sem mérito para uma réplica que peço licença para abordar outro assunto: o título do seu blog.

Não posso estar mais de acordo. Andávamos a pedi-las, andamos a pedi-las e, pelo caminho que as coisas levam, continuaremos a pedi-las. Porque não temos emenda, faltando saber se por sermos burros, idiotas ou ambos, já que nem para nós somos bons.

O meu lema num grupo que tenho no Facebook é o seguinte:

"Salvar os Portugueses de si próprios, para salvar Portugal".

Como vê, não posso estar mais de acordo consigo.

Felicito-o, pois, pelo título do blog. É muito bem achado.

Cumprimentos



 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO