A sério que sim
7.10.12

É preciso ter consciência de que para muita gente o culpado pela austeridade é Passos Coelho e não Sócrates. Eu já ouvi bastas vezes, demasiadas vezes (uma vez já seria uma em excesso) alguém comentar numa conversa de rua: "Sabes, se houvesse agora eleições, votava Sócrates. Pelo menos com ele, as coisas não estavam assim tão más".

 

É por isso que eu concordo com as palavras de António Costa - mesmo que certamente não com o sentido que lhes pretendeu dar: "Um país sem memória é um país sem futuro". É verdade: um país e um povo que, não tendo memória daquilo que foi o consulado socrático e a situação em que nos deixou, sentem-se tentados a recebê-lo de volta - não têm futuro.

 

Mais: talvez nem o mereçam ter.

tags:
link do postPor João Sousa, às 19:55  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO