A sério que sim
27.3.13

Não há volta a dar: o fugitivo de Paris é um criminoso profissional. Homem de cartel, de verbo fácil e venenoso. É desesperante isto estar a acontecer numa televisão financiada com dinheiros públicos.

tags:
link do postPor António Pinto, às 22:19  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO