A sério que sim
22.1.16

chess_all_pawns.png

 Ponto prévio: discordo em absoluto da atribuição de subvenções vitalícias à nossa deputação. Não tenho, por isso, qualquer espécie de simpatia pelos beneficiários desta decisão do Tribunal Constitucional.

 

Já no passado referi aqui que, mais do que o timing da revelação, por vezes importa-me mais o timing da espera. Veja-se a recente e polémica decisão do Tribunal Constitucional: o pedido de fiscalização terá entrado em 23 de Janeiro de 2015 - fará amanhã um ano! Ora o TC, tendo já disposto de quase um ano para tomar uma decisão, deitou-a cá para fora - a dias das presidenciais, precisamente numa altura em que causaria dano máximo a uma das candidaturas que, por curiosíssima coincidência, é aquela que mais comichão causa ao corpo dirigente socialista.

 

Mas já diz o povo: amor com amor se paga. Convém não esquecermos que Maria de Belém, com tanto tempo à disposição, escolheu pré-anunciar a sua candidatura precisamente no dia em que António Costa dava uma entrevista na televisão.

 

Nós sabemos que Costa, e as irmandades que pressentimos patrociná-lo, não são gente que deixe os seus rancores a macerar ad aeternum. Aquilo que preocupa é pensar que o TC, ou pelo menos algum ou alguns dos seus elementos, aceitem instrumentalizar este organismo para participar em vingançazinhas alheias.

link do postPor João Sousa, às 10:31  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO