A sério que sim
16.10.17

O espernear que não iria por aí se, no governo de Passos Coelho, um secretário de estado da administração interna respondesse, a propósito da absoluta inutilidade exibida pelo seu ministério na coordenação do combate aos incêndios:

Têm de ser as próprias comunidades a ser proativas e não ficarmos todos à espera que apareçam os nossos bombeiros e aviões para nos resolver os problemas. Temos de nos autoproteger, isso é fundamental”.

Por outras palavras, o secretário de estado responde, perante um país que se carboniza ao primeiro fogacho: desemerdem-se.

link do postPor João Sousa, às 12:10  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO