A sério que sim
18.4.16

Não, António, para a esquerdinha a legitimidade do "recurso a um instrumento constitucionalmente previsto para derrubar uma força política eleita nas urnas" não depende do lado do Atlântico em que está a força a ser derrubada - depende, sim, do lado do espectro político em que tal força está.

link do postPor João Sousa, às 21:01  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO