A sério que sim
27.8.17

Então, vamos lá a ver se eu percebo: aqueles que, há poucos anos, acusaram um adversário de procurar proveitos políticos no facto de a sua esposa não ocultar a doença grave de que padecia, são os mesmos que, agora, aplaudem como "corajosa", "digna" e de uma imensa "dimensão intelectual" a exposição, por uma política da sua área, de factos da sua vida privada e que são anunciados pela própria com um assumidíssimo móbil político. É isto, não é?

tags:
link do postPor João Sousa, às 13:08  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO