A sério que sim
6.7.14

Recordo-me de várias pessoas opinarem que a votação de Marinho Pinto nas europeias seria um voto de protesto contra os partidos. Pensei então que estavam errados e hoje, enquanto o vejo em entrevista na TVI24, mais convencido fico.

 

Quem votou em Marinho Pinto não o fez em protesto contra os partidos políticos. O voto em Marinho Pinto foi um voto de socialistas - em protesto contra a direcção do PS. Marinho Pinto, hoje como antes um dos mais fanáticos apóstolos de Sócrates, recebeu o voto dos socráticos que o premiaram por aquilo que Seguro, apesar de toda a sua invertebralidade, não se rebaixou a fazer: a apologia do consulado de um louco.

Marinho Pinto é, simplesmente, o aríete do socratismo.

link do postPor João Sousa, às 22:52  comentar

28.5.14

Não consigo deixar de sorrir com estas pequenas ironias. Os socialistas, cujo slogan era Mudança! - preparam-se para mudar o seu líder. Já o Bloco de Esquerda, cujo slogan era De pé! - ficou praticamente apeado do parlamento europeu.

link do postPor João Sousa, às 12:42  comentar

23.5.14

Diz-se comummente que a actual classe política afasta os eleitores. Não é o meu caso. António José Seguro, por exemplo, ao atravessar uma campanha para o parlamento europeu sem lançar uma ideia que seja sobre a Europa, contribuiu fortemente para me convencer a, neste Domingo, não me abster - e votar num qualquer partido que não o dele.

link do postPor João Sousa, às 23:03  comentar

20.5.14

Juros da dívida continuam a descer em todos os prazos. Sim, PS, é a hora de mudar: a situação do país, mantendo-se este rumo, torna-se insustentável.

link do postPor João Sousa, às 13:43  comentar


 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO