A sério que sim
4.7.17

bossmonkey.jpg

Mas agora a sério: o que espera Marcelo para demitir a assembleia da república? Quererá ele maior exemplo de um irregular funcionamento das instituições do que estar um troglodita como Augusto Santos Silva ao leme do governo?

link do postPor João Sousa, às 15:32  comentar

Augusto Santos Silva, descobri agora ao percorrer na transversal as notícias, é o primeiro-ministro em exercício de Portugal.

link do postPor João Sousa, às 14:38  comentar

24.2.17

O governo designou quatro novos membros para o conselho consultivo do Banco de Portugal. Uma questão menor: o mesmo governo que pretende impor quotas de género na administração de empresas (privadas) cotadas em bolsa, anuncia quatro homens - e zero mulheres - para o conselho consultivo de uma entidade pública.

 

Agora, vamos à questão maior. Quatro nomes: Francisco Louçã, guru do Bloco de Esquerda; Francisco Murteira Nabo, militante do Partido Socialista; e Luis Nazaré, militante do Partido Socialista. João Talone, o quarto, talvez esteja lá para a coisa não se tornar risível.

link do postPor João Sousa, às 09:20  comentar

13.12.16

Segundo é noticiado, o governo encontrou uma "solução" para os "lesados do BES". A solução será anunciada na próxima sexta-feira por António Costa. Por outras palavras: na próxima sexta-feira, aqueles (os contribuintes) que irão realmente pagar a "solução" para os "lesados do BES" ficarão a saber o que foi decidido para o seu dinheiro. O corno é sempre o último a saber...

tags: ,
link do postPor João Sousa, às 13:25  comentar

29.9.16

Não fosse irmos pagar pesadamente toda esta farsa governativa, eu sentir-me-ia tentado a aplaudir Costa pelo que sucedeu há três dias: o PCP veio a público congratular-se e garantir o controlo da execução orçamental. Ou seja: Costa conseguiu tornar o PCP na sua máquina de spin, juntando António Filipe ao esganiçado Galamba na defesa daquilo que não passa de uma burla.

tags: ,
link do postPor João Sousa, às 12:05  comentar

22.8.16

Catarina Martins, num dos mais espectaculares exercícios de hipocrisia de que me recordo, afirma-se diariamente "arrependida da criação da geringonça". Também eu, todos os dias, me arrependo da criação desta geringonça (des)governativa. A diferença é que eu não tenho responsabilidade nenhuma no facto e irei pagá-lo com a carteira, enquanto Catarina Martins não só foi aríete da sua criação, como surge nos intervalos do arrependimento a defender o governo com ainda mais empenho do que o próprio.

 

Esta senhora pode ter sido uma actriz medíocre - mas demonstra tudo o que é necessário para uma carreira política de sucesso.

link do postPor João Sousa, às 11:02  ver comentários (3) comentar

3.6.16

Centeno é um ministro socialista, não há dúvida. Lê-se hoje na primeira página do DN:

 

dn_20160603_marteladas.JPG

Ou seja, voltamos aos tempos em que eram feitos truques contabilísticos para maquilhar as contas desgovernadas. E se a Europa permitir isto, perderá toda e qualquer credibilidade que lhe restasse.

 

Adenda: quem é que ainda acredita que o défice, com CGD ou sem CGD, ficará minimamente perto dos 2,2%?

link do postPor João Sousa, às 07:36  comentar

26.5.16

O PS desconfia do apoio de Marcelo ao governo. O mesmo PS estaria escandalizado se Marcelo hostilizasse o governo. Mas aquilo que preocupa o PS não é a hipótese de Marcelo ter dado à geringonça um prazo de validade até às autárquicas. O que realmente deve estar desesperando o PS é saber que terá de governar até às autárquicas - e dessa forma demonstrar, com a realidade de dois anos de governação, como a política actual é suicida.

link do postPor João Sousa, às 09:05  comentar

20.4.16

Os rapazes e as raparigas do Bloco de Esquerda, há muito sem "causas e desígnios fracturantes" razoáveis, vieram agora para a praça pública/terreiro público exigir a criação de uma novilíngua ou um novidioma: mudar o nome do Cartão de Cidadão porque é "sexista".  O ministro-adjunto Eduardo Cabrita, ao saber disto, saltou da cadeira onde repousava a sua corpulência - e de pronto acocorou-se.

 

Permitam-me não ser sexista ao afirmar que as raparigas e rapazes do Bloco de Esquerda - não passam de imbecis e palermas (ambas palavras/ambos vocábulos sem género definido para não chocar as alminhas/os espíritos das raparigas e dos rapazes do Bloco de Esquerda).

link do postPor João Sousa, às 10:43  comentar


 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO