A sério que sim
4.9.17

A acreditar no jornal Sol, alguém próximo do anterior governo terá enviado um SMS a Galamba para que este avisasse Sócrates que "iria ser feito qualquer coisa contra ele muito rapidamente". Isto configura um duplo crime: violação do segredo de justiça - e ser amigo de João Galamba.

 

Ao Sol, pelo que se pode ler, não interessou perguntar ao depilado Galamba o nome da sua fonte. Ao Sol pode não interessar - mas a mim interessa e muito.

 

Eu quero saber quem foi que, próximo do governo anterior, se esteve "cagando para o segredo de justiça". Já tivemos um passado rico em capelinhas e avisos: Costa e Ferro Rodrigues que, defecando-se para o segredo de justiça, conspiraram por telefone para manipular um processo que envolvia o seu correligionário Pedroso; o procurador Lopes da Mota que, borrando-se para o segredo de justiça, avisou a sua amiga Felgueiras; o mesmo procurador Lopes da Mota que, anos depois, pressionou os juízes do caso Freeport para se despacharem a fechar a investigação sob pena de represálias. É lamentável pensar que ainda não se conseguiu desparasitar o espaço político desta gentinha.

link do postPor João Sousa, às 13:00  comentar

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO