A sério que sim
21.4.15

Um partido que já tinha no seu historial dois apelos ao FMI. Um partido que deixou, em 2011, o país em pré-falência. Um partido que está, ele próprio, na bancarrota, devendo 11 milhões de euros à banca e limitado a soluções de recurso para fazer face às despesas correntes (numa curiosa reedição, à sua micro-escala, daquilo que fez em macro-escala no país).

 

Um partido com este historial entregou-se, no Domingo, a uma celebração masturbatória com o beneplácito de uma comunicação social que lhe prestou vassalagem com vastos directos - mas sem que eu tenha notado um especial escrutínio ao que se via.

 

Serei o único a sentir-se incomodado com isto?

tags:
link do postPor João Sousa, às 10:43 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO