A sério que sim
14.10.17

A Renascença titula que o Orçamento de Estado para 2018 dará mais 2,4% ao Ministério da Saúde. Mais uma pequena propaganda destes orçamentos "criativos" de Centeno, como se tem visto no passado recente: dizem, no ano anterior, que o Ministério X vai ter um aumento de Y% - sabendo antecipadamente que esses Y% nunca vão chegar ao destino metidos no informe bolo das cativações.

link do postPor João Sousa, às 09:25  comentar

24.3.16

O título é um défice de 4,4% no ano passado. O subtítulo:

"Sem efeito do Banif, maior do que o esperado, défice seria 3% do PIB - o que poderia permitir saída de Portugal do procedimento por défice excessivo."

Talvez alguns comecem a perceber o porquê de enjorcar o caso BANIF.

link do postPor João Sousa, às 21:40  comentar

3.3.16

Eu explico: gralha é escrever punto em vez de pinto, ou querer escrever passado e sair passdo, ou mesmo potra quando era porta o pretendido. Todas as "gralhas" e "erratas" que vêm sendo apostas ao Orçamento de Estado que, antes de o ser, já é o seu próprio Rectificativo, não são "gralhas": são incompetência na melhor das hipóteses - ou pulhice na pior. E dados os actores desta triste comédia, inclino-me para a segunda.

link do postPor João Sousa, às 11:06  comentar


 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO