A sério que sim
9.3.18

O título da notícia diz "Multa pesada para Guardiola por apoiar presos políticos da Catalunha" mas o título está enganado. Na Catalunha não há presos políticos mas sim políticos presos. Nenhum daqueles políticos, profissionais ou amadores, está preso por delito de opinião - no caso, a sua militância pela independência da Catalunha. Eles estão presos, sim, por terem desrespeitado a lei.

tags:
link do postPor João Sousa, às 20:17  comentar

As Finanças afirmam que não demoraram seis meses a desbloquear o dinheiro necessário para as obras na ponte 25 de Abril. Vai na volta, ainda dizem ter sido mais um "erro de percepção mútuo" - tão frequentes quando o ministério de Centeno é um dos interlocutores.

tags:
link do postPor João Sousa, às 01:22  comentar

7.3.18

relatório-tancos-público.PNG

O Ministro da Defesa terá prometido entregar até Fevereiro um relatório sobre o pós-roubo de armas em Tancos - o tal que o próprio ministro afirmou que, no limite, pode nem ter havido. Pois eu agora digo que este relatório atrasado, no limite, pode nem existir.

link do postPor João Sousa, às 09:22  comentar

25.2.18

"Estão a tentar fazer a cama ao Rui Rio" - diz o homem que passou uma legislatura a tentar fazer a cama a Passos Coelho.

link do postPor João Sousa, às 14:11  comentar

22.2.18

Na Venezuela, esse futuro do socialismo, 61% da população está perto da pobreza extrema. No futuro do socialismo está, afinal, a acontecer no presente o que sempre aconteceu no seu passado: a miséria.

tags:
link do postPor João Sousa, às 21:04  comentar

19.2.18

O raríssimo Vieira da Silva veio a público dizer, e isto sem que ninguém lhe tenha atirado um merecido tomate à cara, que a entrada da Santa Casa da Misericórdia no Montepio é um investimento como "investir em imóveis ou arte". Não há ninguém que lhe pergunte qual é o quadro ou o imóvel, posse da Santa Casa, que custe sozinho 200 milhões de euros?

link do postPor João Sousa, às 15:10  comentar

6.2.18

Marcelo disse hoje, na abertura da Banking Summit em Lisboa, que:

 

"(...) a Governação em 2015 deixou com inquestionável mérito um trilho aberto e começado a percorrer de drástica redução do défice, de sensibilização para a prioridade nacional do saneamento das contas públicas e de crescimento da economia portuguesa."

 

Marcelo, que passou os primeiros dois anos de mandato de braço dado com Costa a fazer uma pútrida guerrilha contra Passos Coelho, fala agora do seu "inquestionável mérito". Que inquestionável canalha é este Marcelo!

link do postPor João Sousa, às 19:16  comentar

26.1.18

poupança.png

Isto é 2009/2011 repetido, não como tragédia mas como farsa. Este povo que não se governa nem se deixa governar pensa que se persistir nas mesmas asneiras, alguma vez a realidade há-de dar, talvez por cansaço, um resultado diferente.

link do postPor João Sousa, às 13:35  comentar


 
subscrever feeds
Statcounter
blogs SAPO